" /> " />

Hematomas e Equimoses

Hematomas e Equimoses -    O que são? 8,12,13

 

Quando há ruptura de um vaso sanguíneo ocorre uma hemorragia. As hemorragias podem ser externas, quando há uma solução de continuidade na pele (ex. ferida aberta), ou internas, ocorrendo uma acumulação (coleção) de sangue nos tecidos resultando na formação de um hematoma.

 

Um hematoma de pequenas dimensões (1 a 2 centímetros de diâmetro) na pele ou nas membranas mucosas recebe o nome de equimose, vulgarmente conhecido como “nódoa negra”. As equimoses traduzem a infiltração de sangue nos tecidos subcutâneos e resultam da ruptura dos pequenos vasos (capilares) que a irrigam.

 

Em condições normais, os hematomas e equimoses não representam situações de gravidade significativa e desaparecem de forma espontânea no período de 2-3 semanas.13,17

 

Até desaparecerem, estas lesões passam por um conjunto de alterações da cor que traduzem a degradação da hemoglobina contida nos glóbulos vermelhos do sangue extravasado para os tecidos, como resultado da lesão do vaso sanguíneo. Após a hemorragia surge uma coloração avermelhada na zona afectada, passando depois a preto ou castanho-escuro, ganha uma coloração azul ou arroxeada e, por fim, assume uma tonalidade esverdeada que evolui para amarelada. 14,15